Disney Paris – O sonho para todas as idades.

A magia que contagia

É claro que se você vai a Paris com crianças, a Disney Paris é parada obrigatória. Veja como nos divertimos mesmo com chuva:
Os parques da Disney Paris ficam bem próximos à Paris, isso mesmo, são dois parques, porque na verdade temos o Disneyland Park e o Walt Disney Studios Park. A Disney Paris, abriu suas portas em 1992 e nesta época se chamava Euro Disney. São 25 anos de muita diversão, tornando possível o encontro ao mundo mágico Disney na Europa. A Disney Paris é um resort de entretenimento em Mane-la-Vallé, uma cidade planejada a 32 km de Paris.

Planeje bem sua viagem

Apesar da Disney Paris ser bem menor que os parques de Orlando, eu sugiro que programe bem a sua visita. Os shows são imperdíveis e acontecem a todo momento. Eu achei muito corrido visitar os dois parques em um único dia. A chuva ainda atrapalhou nossos planos e dificultou bastante a logística entre os dois parques. O sistema “fast pass” pode facilitar muito a sua vida, mas ainda assim é necessário listar o interesse nas atrações mais concorridas e já reservar o lugar nos totens das atrações. Aproveite e faça isso assim que chegar no parque e dê uma passada geral pelo parque. Como eu falei logo acima, é preciso ficar bem atento aos horários das apresentações. Essa informação é disponibilizada logo na entrada, no City Hall em folhetos disponíveis em várias línguas.
Outra dica legal é ir antes ao Walt Disney Studios, que fecha mais cedo, as 19 horas. Então, segure a empolgação e deixe aquela foto tradicional em frente ao castelo para depois, afinal de contas ele é lindo mesmo durante a cerimônia de encerramento das atividades do parque.
Cada parque tem suas particularidades e para aproveitar o máximo da sua experiência, é bom ler as informações a seguir:
Como chegar de Paris para Disney Paris
A Disney Paris, não se localiza exatamente em Paris. É um bocadinho distante da cidade, cerca de 32 km, mas para chegar é MUITO fácil.

Trem

Eu achei essa a melhor opção, mas nessa modalidade é preciso ficar atento, após o último show é necessário já se preparar para partir imediatamente, uma vez que a RER e o metrô com qual faz integração, encerram as atividades a meia noite. Nós pegamos o metrô que logo nos deixou na RER A (Disney), custou 7,60 euros. Esse bilhete pode ser comprado nas máquinas de autoatendimento ou nos quiches com atendentes. Chegar na RER é bem fácil, tem indicação por todo momento onde o metro se encontra com a RER A. Após habituado com a utilização do metrô em Paris não há qualquer dificuldade, a não ser entender a distinção das zonas 1, 2, 3, 4 e 5 que servem de base para dar o preço do seu bilhete. Preferimos ir até a bilheteria e perguntar quanto deveríamos pagar e emitir o bilhete de forma correta, sem riscos. Já na RER A, lembre de ver se o caminho está em direção a Gare de Marne la Vallée Chessy, mas fique tranquilo que é fácil de se achar, o símbolo do Mickey, facilita a nossa vida. É necessária atenção redobrada na hora de entrar no trem, na mesma plataforma passam trens para diversos locais, repare se a Merne La Vallée Chessy está assinalada para o trem em questão. Essa informação é encontrada nos painéis da plataforma. Este trajeto todo demora em média 40 minutos e os trens são superrr confortáveis.

Carro

Parece ser bem fácil e rápido, mas tem o inconveniente de ainda ter que pagar o estacionamento. Demora-se em média 36 minutos e são apenas 43,4 km pela via A4. Há também preocupação com o trânsito. A vantagem é não precisar se preocupar em sair correndo após o encerramento do parque. 36 min (43,4 km) via A4

Fast Pass

O Fast Pass da Disney Paris é completamente diferente, para começar são poucas as atrações que oferecem essa possibilidade e são normalmente brinquedos para crianças maiores ou adultos, apenas os mais concorridos. Ao chegar no parque procure todas as opções de brinquedos que oferecem o serviço fast pass e já corra para eles, então você encontrará um guichê onde tirará uma senha com o horário agendado para que você possa curtir a atração com filas reduzidas. Lembrem-se, a disponibilidade é limitada você pode perder a chance do Fast Pass em algumas ocasiões por estarem em outra atração, acabou acontecendo isso conosco. Então, programe-se.

Single Rider

Essa é uma ótima opção para quem quer poupar tempo e curtir uma atração sem se importar em ter que ir junto com seu acompanhante. Normalmente essa opção são para montanhas russas e atrações mais radicais. Ou seja, enquanto eu ficava em algum brinquedo com o pequeno ou vice versa, o Igor aproveitava a adrenalina em uma single rider.
No nosso caso, o single rider funcionou MUITO melhor que a Fast Pass. Eu confesso que se houvesse um planejamento adequado, isso não aconteceria, mas também confesso que não sou do tipo que planeja…rs Eu vivo a emoção e na Disney com ou sem planejamento, o que não falta é emoção, até mesmo a alegria de conseguir chegar a sua vez no brinquedo concorrido =) Agrega valor sabe? rs

APP Disneyland Paris

Sim o mundo dos apps vive facilitando a nossa vida, eu achei o máximo! Se pretende ir ao parque, faça já o download, está disponível na plataforma do google e Apple,comece agora a escolher suas atrações favoritas, ele vai te poupar algum tempo e assim melhorar a sua experiência no parque. Esse app, além de mostrar todo parque e o tempo de cada fila, também te mostra onde estão os personagens para fotos. Eles estão por todos os lados em pontos quase fixos. Já imaginou ficar andando o parque todo atrás de filas pequenas ou personagens quaisquer? Uma mão na roda esse app, curti! Eu fiquei 100% conectada porque estava com o chip internacional da YESBRASIL, inclusive meus leitores têm 5 dólares de desconto, iupiii! É só usar a palavra “CPM” no campo código de desconto.

Alimentação

A Disney Paris permite entrada de alimentos lacrados e industrializados. Eu levei garrafas de água, suco e biscoitos e não tive problema ao entrar, isso nos ajudou muito ao longo do dia. Os preços são salgadinhos lá dentro, mas eu acabei achando uma lanchonete ao lado do brinquedo do Buzz com bom preço no menu kids, do qual adicionei nuggets e ficou uma bela refeição com hambúrguer, batata, frutinha e bebida por 12 euros! Comemos também um panini com salmão por 6 euros, nhammm e não aguentei e comprei a pipoca para guardar o souvenir de comemoração dos 25 anos da Disney Paris por EUR 9 hihihi. Também há opção de buffet liberado por 32 euros e talvez valha a pena caso você “almojante”.

Cronograma e mapas

Mesmo com o app, é bom você pegar o mapinha e cronograma dos shows que ficam logo na entrada da Disney. Ali eu pude ver todos os shows especiais e tradicionais, além de locais onde os personagens mais queridos costumam aparecer. Facilitou e muito a minha primeira impressão do parque e depois eu só às monitorei através do app. google e Apple.

Carrinho de bebê

Há opção de aluguel de carrinhos de bebê, custa 15 euros por dia e o ponto para o aluguel é logo na entrada do parque Disneyland ou do Walt Disney Studios. Em ambos, assim que passamos as catracas, vire para direita e ali é é fácil retirar seu carrinho ou até mesmo cadeiras de rodas. Nós não precisamos, levamos o nosso transformer que vira mochila rsrs. Carrinho guerreiro e companheiro inseparável de todas as viagens. Eu achei legal que todo parque é preparado para receber carrinho ou cadeiras de rodas, na entrada das catracas existem espaços especiais para carrinhos ou cadeiras e por onde passamos e há rampas por todo o parque. Eu não curti muito as áreas de “estacionamento de carrinhos”, normalmente distante das filas e em áreas descobertas, ou seja, o carrinho ficou encharcado. Fomos em um dia de MUITAAAA chuva, sorte a nossa que o pequeno estava com capa e só podia subir no carrinho vestido com ela.

Parques

Disneyland Paris
É o parque principal, onde estão as tradicionais “parades” e o show de encerramento. É dividido em 5 áreas:

Main Street U.S.A.

É onde ficam as principais lojas e enlouquecemos logo de cara com uma coisa mais linda que a outra. Foi ali que encontrei uma mochila de 7,99 euros que nos foi muito útil! E também onde compramos uma capa de chuva para o Emmanuel, por 10 euros!!! Achei cara demais a capa, mas choveu muito no dia que fomos e a capa que levei para ele, rasgou quando prendeu nas rodas do carrinho. É nesta área que você deve estar para ver as parades, eu sugiro ficar o mais próximo possível da praça central. Após o desfile há bastante interação nessa área. Fomos na época que teve o show especial dos piratas e das princesas e eles paravam exatamente nesta praça para fazer graça, então quem ficou lá se deu bem. Foi nesta área que encontramos a Margarida e o Pluto, Emmanuel amouuu! Acho que o Pluto é seu personagem favorito.

Fantasyland

É aqui que os adultos também viram crianças e podemos voltar à infância com os clássicos Disney! A nossa primeira atração foi o Castelo da Bela Adormecida. No andar de baixo existe uma loja com enfeites de natal que deixam qualquer um LOUCO, há chapéu do mickey de natal e tudo desta data mágica, a loja fica assim o ano inteiro. Já no segundo andar é possível ver vitrais com a história da Bela Adormecida e uma sacada para avistar o parque mais de cima. A Disneyland Paris, ao contrário da Disney de Orlando, não tem o Castelo da Cinderela e sim da Bela Adormecida. Não se perca no mundo de atrações desta área, de lá corremos para ver o Mickey! É uma das atrações mais concorridas e só fica aberta até as 19 horas. Ficamos uns 40 minutos na fila, porém nem vimos a hora passar. Enquanto esperamos na fila, ficamos como se fosse em um teatro, no telão passavam vários desenhos clássicos do ratinho e sua turma. Outro brinquedo MUITO Disney, é o Dumbo the Flying que também está presente nesta área e para as mocinhas, não deixem de ir na Princess Pavillion e conheçam as suas princesas favoritas. O único brinquedo que tem Fast Pass nesta área é o Peter Pan’s Flight.

Discoveryland

Essa é a área futurística e há três opções de Fast Pass: Star Wars Mountain que Igor infelizmente não conseguiu ir, já que quando chegamos estava sem disponibilidade para reservas, mas parece ser BEMMMMM legal. Star Tours, uma atração 3d que o Igor foi e disse ser bobinha, nada muito interessante, mas vale a visita para os fãs do filme. Buzz Lightyear Laser Blaster, que valeu como o mais divertido para gente! Emmanuel repetiu e não quis parar de ir conosco até o parque fechar! Assista o vídeo no YouTube a partir de 10:46. Nessa aventura somos ajudantes do Buzz contra o Zurg, com direito a tiros a laser e uma pequena competição de quem manda melhor. Enquanto eu e Igor atirávamos, Emmanuel controlava a nave nos girando, foi realmente muito divertido e amamos poder brincar juntos. Foi nesta área que fizemos um ótimo lanche no Videopolis Theatre, onde tem algumas opções de fast food.

Adventureland

Essa é uma área que eu queria ter passado mais tempo, mas a chuva não deixou. Há uma atração com Fast Pass, o Indiana Jones and the Temple of Peril, me pareceu bem divertido, mas também não deu tempo de ir. A altura mínima permitida para essa atração é 1.40m e preferimos dar prioridade aos brinquedos que o Emmanuel pode aproveitar. Alguns brinquedos são abertos, como por exemplo o Pirate’s Beach e com a chuva ele fechou. Conseguimos aproveitar o Pirates of the Caribbean, um barquinho que passa por muitos piratas e conseguimos ver o Capitão Jack, mas o pequeno ficou com medo e não aproveitou muito. Eles realmente capricharam nos bonecos.

Frontierland

Como estava chovendo MUITO, acabamos não passando direito nesta área. Há uma atração com Fast Pass, a Big Thunder Mountain, altura mínima de 1.02m

Walt Disney Studios

É um parque bem rapidinho de conhecer, dividido em 5 áreas.

Front Lot

É uma área com restaurantes e lojas, completamente coberta, o que foi um alívio da chuva. Logo perto do posto de gasolina do filme Carros, está a entrada da loja que o Emmanuel mais gostou, a loja da Marvel, com muitos bonecos de super heróis. Acabamos comprando um jogo com 6 heróis da Marvel por 20 euros. Assim que saímos da parte coberta, nos deparamos com a criatura e o criador, estátua mais que tradicional da Disney. E então, veio uma bifurcação e onde nos separamos:

Production

Igor seguiu para esta área, onde fica a famosa Tower of Terror, a única atração da área que tem Fast Pass. Sabe aquele elevador clássico que despenca e abre para você ver o parque despencando em seus pés?? Pois é. Ele sobe e despenca em intervalos e depois despenca de novo! Tá maluco, né?? Mas ele se amarrou. Assista a felicidade dele no vídeo! É nesta área que encontramos também o Stitch Live. Esse show que tem algumas opções de horários e línguas disponíveis, consulte qual é a melhor para você.

Toon Studio

É aqui que os pequenos fazem a festa e nos divertimos bastante. Enquanto o Igor despencava de sei lá quantos andares, fui com o pequeno no Ratatouille, inclusive a única atração com Fast Pass dessa área. Já que estamos em Paris, não poderia ter escolhido atração melhor, não é mesmo?? Adoreiiii a área do Ratatouille! Reproduziram direitinho as cenas do filme e ainda tem o restaurante do Rémy que funciona de verdade. Ahhh, você vira um ratinho no brinquedo, com direito de entrar no filme e sentir até o calor do fogão. É tudo simulado em 4D e o pequeno fala até hoje que foi o Ratatouille por um dia rsrss. Depois disso me reencontrei com Igor e eles foram em um brinquedo do carros, se divertiram como crianças. E logo em frente encontramos a Minnie e o Sr. Incrível, coloca mais magia nessa conta =) Mas a aventura não acabou e enquanto o Igor despencava mais uma vez como se fosse os soldadinhos do Toy Story, eu ia com o Emmanuel na sua primeira “Montanha Russa” o Slinky Dog Zigzag Spin, velocidade e remelexo com direito a mão para o alto e gritos de uhulll, com repeteco de 4 vezes com quero mais. Assista à essa emoção no vídeo. Outra atração que tivemos vontade de ir, mas não deu tempo foi o RC Racer, onde você vira um carrinho Hot Wheels deslizando pelas pistas.

Baclot

Não fomos nesta parte, mas é onde está a Rock’n Roller a única montanha russa que eu realmente queria ir, porém não deu tempo, a chuva atrapalhou muito o nosso cronograma, acho que teremos que fazer o sacrifício de voltar ao parque. A altura mínima é 1.20m e tem Fast Pass. É nesta área que também se encontra a atração com os efeitos especiais do Armageddon. Ali também é possível encontrar com Homem Aranha perto do Blockbuster Café, mas infelizmente não conseguimos.

O que achei da Disney Paris

Eu realmente me surpreendi, os brinquedos são muito divertidos e é ótima para os pequenos! Amamos a Disney Paris. Adorei que é muiiiito mais fácil encontrar os personagens do que eu me lembro em Orlando, eles ficam quase o tempo todo em seus pontos de encontro. que achei melhor até que o show de Orlando. Já a parade eu achei bem fraca, mas possivelmente diminuíram os personagens por estar chovendo. Alguns shows foram cancelados ao longo do dia justamente por esse motivo. Achei muito corrido fazer os dois parques no mesmo dia, principalmente se você quer ver grande parte dos shows. As filas estavam consideravelmente cheias e fomos em uma SEGUNDA FEIRA. A Disney Paris é realmente concorrida. Achei os funcionários bem risonhos e receptivos como padrão Disney e o parque muito limpo, banheiros impecáveis. A magia Disney é indescritível e poder levar meu pequeno nesse sonho, é impagável! Amamos a experiência e já queremos mais, muito mais!
Meus agradecimentos à Airfrance, Paris Convention and Visitors Bureau e à Disneyland Paris por nos proporcionarem esses momentos.
Matéria cedida pelo blog Cris pelo Mundo
http://crispelomundo.com.br/disney-paris/

Paris com criança vale a pena?

A cidade é muito mais que apenas a cidade luz!

Quando pensamos em Paris, logo imaginamos uma cena romântica, não é mesmo?? Será então que Paris com criança vale a pena?? Tem coisas para os pequenos se divertirem?? Ou nos sentiremos intrusos em um local e deslocados?? Lembro da primeira vez que fui a Paris com Igor, em 2012, põe tempo nisso! Dois jovens apaixonados que nem notaram nada relevante para criança, logo minha visão da cidade era completamente diferente da que tive desta vez. Eu até li muita coisa sobre Paris com criança, mas sabe quando você não leva muita fé? Afinal de contas Paris é conhecida como a cidade mais romântica do Mundo, o que não combina nada com crianças correndo por aí. Fui com coração aberto e vou responder logo esta pergunta e depois fundamentar a resposta.
Paris com criança vale mesmo a pena??
Sim e sim mil vezes! A cidade é completamente preparada para os pequenos. Existem até museus com apresentações especiais para os pequenos! Além de empréstimos de carrinhos e parques temáticos sensacionais! Não podemos esquecer que a Disneyland Paris fica há poucos quilômetros do centro de Paris. Além, é claro, do parque do Asterix e do Playmobil. Infelizmente não tivemos tempo de ir nesses dois e faremos o sacrifício de voltar à cidade em outra oportunidade rsrs. Brincadeiras a parte, sim Paris com criança é uma ótima pedida e não para nos parques.
Eu vou citar algumas das atrações que curtimos de montão em família:

Cité des Science

O Museu da ciência e tecnologia fica no Parc de la Villette, e na verdade é um aglomerado de museus! Além da ciência e tecnologia, também se encontra o planetário, um submarino exposto, o imenso cinema 3D La Geode e a cidade das crianças.
A cidade das crianças ou como chamam, Cite des Enfantes, é perfeito e parada obrigatória de quem visita Paris com criança.
A atração é dividida por sessões de uma hora e meia e tem espaços separados para crianças de 2 a 5 anos e de 5 a 12.
Emmanuel se esbaldou e não queria para de brincar. Claro que as brincadeiras sempre têm algum ensinamento junto. Ele virou construtor, com direito a roupa de proteção e tudo! Ali aprendeu muito sobre encaixe, formas e construção. Além disso tem uma parte que dá noção de líquidos e volume, ou até mesmo de tamanhos diferentes, tudo pensado mesmo para idade dos pequenos.
No meio da atividade ainda tem uma peça contando a história do cacau, é em francês, mas dá para se divertir apenas com os gestos, é bem lúdica. A cidade das crianças é paga a parte! Nós não fomos no La Geode, que também é a parte, porém todas as outras atrações já nos ocuparam o dia todo! O museu é grande e tem atração para todas as idades, até o Igor curtiu um simulador de fórmula 1.

Disney Paris

Claroooo que essa é uma atração que não pode ficar de fora de quem vai para Paris com criança. A magia da Disney é imperdível para qualquer idade, e conhecer os parques pelo mundo, é simplesmente incrível. Eu adorei a experiência e valeu a pena levar o pequeno para conhecer o ratinho mais famoso do mundo. Vale lembrar que só na Disney Paris, tem um espaço todo voltado para o filme Ratatouille, amamos.

Torre Eiffel

Claro que ir a Paris e não ir a Torre, é como se não tivesse ido a Paris! Essa linda construção merece estar em absolutamente em todos os tipos de roteiro. Sério, e é super cabível quando o assunto é Paris com criança! Os dois lados da Torre Eiffel são bons para os pequenos, seja o Trocadéro, que é cheio de carrossel, balões e até mesmo o Aquário de Paris, quanto o Champs de Mars com seu amplo jardim perfeito para correr, brincar e fazer piqueniques! Não se esqueça de ler sobre os mercados, é uma ótima maneira de comprar guloseimas para piqueniques.

Louvre

Sem dúvidas é um dos museus mais importante do Mundo e também excelente para levar os pequenos. Em todo lugar há elevadores e acessibilidade para carrinhos de bebê ou cadeira de rodas. Além de ter um acervo incrível! São muitas salas com diversos temas, não deixe de programar bem sua visita para não perder nada. Dizem ser necessário três dias para realmente conhecer todo o Louvre. Normalmente as múmias e todo mistério do Egito, fazem muito sucesso entre os pequenos. Claro que a famosa Monalisa também fez parte do nosso roteiro, logo apresentamos o quadro ao Emmanuel e ele achou que ela estava triste, rs . Muito gostoso mostrar um pouco de arte ao pequeno e ele já começar entender esse universo. Soubemos que há dias especiais com apresentações temáticas para crianças, mas é preciso ficar atento às datas.

Jardins de Tuileries

Logo na frente do Louvre fica o Jardim des Tuileries, lindo e ótimo para curtir mais um piquenique. É muito espaçoso e perfeito para gastar um pouco de energia do pequeno, que pode correr entre as plantas. Passar a tarde em família é bem gostoso, principalmente com cenário ajudando, é possível ver a Torre tímida ao fundo. Se andar mais um pouco, é possível encontrar uma fonte, com muitos patinhos! Sucesso certo com os pequenos.

Palácio das descobertas

Que Paris é cheia de museus eu já sabia, mas que tinham vários museus ótimas para os pequenos, é novidade. O Palais de la Decouverte ( Palácio das descobertas) é simplesmente incrível, completamente interativo! O pequeno pode participar das obras e aprender brincando, fiquei muito feliz com toda interação. Claro que eu e Igor também tiramos uma casquinha e nos divertimos em dobro. É possível descobrir muito de vários mundos, física, química, matemática, astronomia, biologia! O céu é o limite ea diversão não acaba. Ficamos realmente encantados e o pequeno se divertiu um bocado. Assistimos a uma apresentação de química, toda em francês, mas que era possível entender algumas coisas Sua localização é ótima, no final da Champs Elysée ao lado do Grand Palais!

L’Armée

O Museu L’Armée é o museu das forças armadas, também conhecido como Museu des Invalides. Claro que ir a Paris e não falar de Napoleão é um absurdo, pois tudo na cidade remete a ele! O próprio Arco do Triunfo foi construído para enaltecer as vitórias de Napoleão, a cidade toda respira a história militar. E é neste museu que podemos ficar um pouco mais perto desta história. Tudo bem que não sou muito fã de guerra e muito menos de arma, mas poder ver as roupas do baixinho, hihihihi é bem legal! Realmente as roupas de Napoleão mostram o quão pequeno ele era! Também temos acesso a alguns cadernos de estratégia e coisas que foram usadas nas guerras. Além de nos depararmos com o enorme túmulo onde está o corpo de Napoleão.
Ahhh! Você quer ver o famoso cavalo Branco de Napoleão?? Pois é, ele está lá empalhado para todos apreciarem até hoje. O museu é enorme e tem muitas salas, com armaduras e história desde Luis XIV até a segunda guerra mundial. O museu também é conhecido como Palácio dos Inválidos, pois era nesse exato lugar que os soldados que voltavam inválidos das guerras, se abrigavam. Foi construído em 1670 por comando de Luis XIV. O local é realmente bonito e cheio de coelhinhos em seus jardins, nós adoramos a visita! Emmanuel se divertiu com o chapéu de Napoleão que ganhou na bilheteria.
Agora que contei um pouco da nossa experiência com o pequeno pela cidade, me digam vocês.
Paris com criança vale ou não vale a pena??
Materia cedida pelo blog Cris pelo Mundo